Todos precisam fazer terapia?

Escrito por Dr. Caio Magno

Categorias:
É uma pergunta que várias pessoas se fazem quando estão passando por alguma experiência de sofrimento. A resposta depende de alguns fatores que abordarei neste texto! O que é psicoterapia? Para que fazer terapia? Aquela ideia de que todos deveriam fazer terapia é verdadeira? É uma conversa para desabafar? O que é psicoterapia? Acredito que […]

É uma pergunta que várias pessoas se fazem quando estão passando por alguma experiência de sofrimento. A resposta depende de alguns fatores que abordarei neste texto! O que é psicoterapia? Para que fazer terapia? Aquela ideia de que todos deveriam fazer terapia é verdadeira? É uma conversa para desabafar?

O que é psicoterapia?


Acredito que o primeiro ponto dessa nossa pequena reflexão envolve o que seria psicoterapia. Se decompormos a palavra chegaríamos a terapia da psique, da mente. Vou considerar psicoterapia como sinônimo de terapia, apesar de alguns estudiosos gostarem de fazer uma breve distinção. Pelo sentido literal, diante de um sofrimento emocional que se transforme em adoecimento, o “remédio”seria abordar a mente.

O conceito de mente é amplo e as referências da psicologia podem trazer significados diferentes. Vou considerar como o conjunto dos nossos pensamentos, emoções, memórias, sensações e sentimentos, ou seja, tudo que costumamos chamar de subjetividade.

Para que fazer psicoterapia?

A psicoterapia vai abordar, através de técnicas diferentes, esse sofrimento emocional com intenção de gerar conhecimento sobre si e mudança real na vida. Um conjunto bem conhecido e estudado é o das terapias cognitivo-comportamentais, as famosas TCCs. Algumas pessoas acreditam que é uma modalidade única, no entanto, existem variações como a terapia cognitiva de Beck e a terapia de aceitação e compromisso (ACT). É, justamente a última, a linha que abordo com meus pacientes.


Todos deveriam fazer terapia?

Não, simples assim. Seria até petulância dos terapeutas pensar dessa forma, até algo autoritário, uma privação da liberdade. As pessoas podem fazer terapia se entendem que precisam de recursos para lidar com uma situação de vida que vem gerando adoecimento emocional. O terapeuta irá entender o funcionamento do cliente, seu modo de adoecimento  e prover ferramentas de habilidade emocional a fim de colocar  a vida nos trilhos. 


É muito importante que o paciente tenha a intenção de fazer, que adote uma abertura de se conhecer, de entrar em contato com seu conteúdo interno, e isso demanda uma escolha por esse tratamento. Quando pensamos dessa forma, não há espaço para a ideia de que todos devem fazer.
Existem também outras formas de tratamento e a psicoterapia é  somente uma delas. Algumas pessoas, por exemplo, preferem usar uma medicação.


Terapia serve para desabafar?

A intenção da terapia não é gerar alívio para o cliente. Desabafar significa falar o que incomoda, ter alguém para escutar e se sentir aliviado por isso. Desabafar frequentemente é um comportamento que está alimentando os próprios sintomas emocionais. A pessoa busca uma sensação de bem-estar ao jogar o conteúdo sobre outra pessoa e deixa de olhar para o que de fato está acontecendo, se esquivando de tomar ações que de fato promovam mudanças.

Terapia somente é para quem está doente?

De jeito nenhum? Muitos pacientes me buscam sem problemas emocionais significativos, com intenção de promover mudanças. Desejam se sentir mais conectados, ter mais sentido e atingir objetivos de vida.

Espero que a pequena reflexão possa ter contribuído para o entendimento do que é terapia.

Artigos Relacionados

ENtre em contato

COnsultas e sessões

Email

contato@drcaio.com

Consultório

Alameda dos Maracatins 1217, Ed Superia, conjunto 912, Moema, São Paulo, SP
Cep 04089-014

Segunda - Sexta

8:00 - 20:00