Como sair da zona de conforto e arriscar?

Escrito por Dr. Caio Magno

Categorias:
Como sair da zona de conforto? É uma boa pergunta, é uma escolha e envolve incerteza. A pergunta é: "para onde desejo ir?

Algumas pessoas buscam estar na zona de conforto. A expressão é enganosa se nos atemos de maneira mais literal ao significado. Entenderíamos como ser bom, aconchegante, seguro, confortável. E estar na zona de conforto é isso mesmo, algo promissor e desejável? É o que deixa a vida mais satisfatória, mais rica?

Não!! A zona de conforto é uma grande arapuca, uma armadilha. Parece bom, mas não é. Eu até mudaria o nome para zona de alívio ou talvez zona de espera. Lembre-se da sua vida, de momentos em que esteve na zona de conforto. Estava feliz, empolgado, engajado, animado e se sentindo vivo? Duvido muito que alguém traga alguma dessas respostas e se trouxer não estava falando do mesmo tema.

Do ponto de vista psicológico buscamos a zona de conforto, que renomeio aqui como zona de alívio, quando queremos fugir ou nos esquivar de algo desagradável. É um lugar para onde vamos não porque almejamos, mas porque fugimos. Vocês acreditam que a vida se enriquece quando fugimos do que desejamos ou deixamos de realizar nossos sonhos? Certamente não! Ficamos aliviados pois não entramos em contato com algo que gera insegurança, medo, ansiedade, mas não entramos em contato com felicidade, empolgação e realização.

Não se iluda! O conforto muitas vezes é o “diabo”. É malicioso, enganoso e tem a voz doce, mas não se iluda. Continua sendo o diabo! Parece transmitir segurança, no entanto, por trás existe uma grande insegurança. Pode fingir ser cautela, moderação, temperança, quando, na verdade, é esquiva, receio, vergonha, apatia.

E como sair da zona de conforto? É uma boa pergunta, é uma escolha e envolve incerteza. A pergunta é: “para onde desejo ir? O que quero realizar? Que caminho vou trilhar?” Não se iluda que a certeza não será sua companheira nessa jornada. Se quer certeza continue no mesmo lugar, no “conforto”. Do contrário se seu interesse é ousar, realizar, faça uma escolha, acolha seu medo e vá. Antes incerto que morto. Antes ousar que a apatia de mais um dia. Caminhe, respire, permita o medo, a insegurança. São seus companheiros não inimigos e o acompanharão nessa jornada enriquecedora.

A esquiva, o conforto, são a prisão que a mente cria com o objetivo de esconder a verdade de si. De que a vida é rica, empolgante e incerta.

Dr Caio Magno – Médico psiquiatra e terapeuta

Artigos Relacionados

ENtre em contato

COnsultas e sessões

Email

contato@drcaio.com

Consultório

Alameda dos Maracatins 1217, Ed Superia, conjunto 912, Moema, São Paulo, SP
Cep 04089-014

Segunda - Sexta

8:00 - 20:00