Medo, ansiedade, tratamento psicológico e psiquiátrico

Escrito por Dr. Caio Magno

Categorias:
O medo e ansiedade são emoções parecidas pois estão relacionadas à dúvida sobre um futuro incerto e perigoso.

A cena acima do filme Batman Begins é icônica. Bruce, alter ego do Batman, faz uma pequena escalada em direção ao fundo da caverna de sua propriedade. Lá se depara com milhares de morcegos que voam ao seu redor. Inicialmente se apresenta tomado pelo medo, mas em instantes acolhe sua ansiedade e contempla o seu próprio desconforto de estar ali. Nesse momento a vivência é transformadora e sua expressão muda de medo para tranquilidade.

Se fôssemos refletir quais aspectos da psicologia estariam envolvidos nessa experiência desafiadora e transformadora para a constituição do futuro herói fictício, Batman, poderíamos pensar em dois conceitos relacionados ao tratamento dos quadros de ansiedade. Seriam ele, a terapia de exposição e o conceito de aceitação da terapia de aceitação e compromisso (ACT).

O medo e ansiedade são emoções parecidas pois estão relacionadas à dúvida sobre um futuro incerto e perigoso. Ansiedade é o termo para uma intensidade menor da emoção e medo para uma intensidade maior, nada mais além disso. A pessoa se vê em questão de segundos num futuro incerto de ameaça a sua integridade ou em situações, que apesar de não serem uma ameaça a sua integridade, geram algum desfecho negativo.

O tratamento, do ponto de vista psicológico, envolve exposição à situação temida com intuito de construir uma nova percepção. Bruce era atormentado por seu medo de morcegos, adentrou a caverna e se expôs, assimilando uma nova vivência que levou para sua vida; conseguia lidar com seu medo.

É importante entender que quando nos referimos a emoções ou estados internos não é possível buscar controlar tais estados, mas lidar melhor com eles, o que leva a maior controle. Por exemplo se eu falar para alguém: “Não pense num elefante rosa”. Imediatamente a pessoa pensa nisso e constrói uma imagem do elefante rosa na tela mental. É um exemplo dentre tantos outros possíveis, que demonstra não ser possível controlar estados internos. Não digo, entretanto, que não é possível adquirir bem estar psicológico pois é completamente possível, mas a forma não é através do controle mas de como se lida com o desconforto.

Bruce optou por vivenciar seu medo, o abraçou e aceito: “eu tenho medo de morcegos”. Fez mais, carregou esse medo ao longo da sua vida sempre consigo, mas numa relação diferente e dessa forma não era mais tão assustador.

As terapias comportamentais realmente funcionam para quadros de ansiedade. E do ponto de vista do tratamento psiquiátrico para ansiedade se costuma utilizar antidepressivos, medicações mais voltadas para aumento de liberação de serotonina, com eficácia comprovada em benefício dos pacientes.

Artigos Relacionados

ENtre em contato

COnsultas e sessões

Email

contato@drcaio.com

Consultório

Alameda dos Maracatins 1217, Ed Superia, conjunto 912, Moema, São Paulo, SP
Cep 04089-014

Segunda - Sexta

8:00 - 20:00